domingo, maio 23, 2010

Cheguei

A primeira sensação foi a do cheiro de café. Era Forte. Não havia tumulto, nem agitação. Domingo deve ser sempre assim. A cidade estava mais fria do que a minha. Engraçado isso, pensei com meus braços de fora. Cinza. Cinza. Cinza. E carros. Nada me parecia novo. É a minha terceira passagem por aqui. Lembrei da mamãe. Foi ela quem me trouxe quando eu tinha 18 anos. Check in. No alto do 22º andar do flat vi a floresta de concreto. Mas como em toda natureza - modificada ou não - São Paulo, a cidade que não pára, me recebeu de braços abertos e com um pôr-do-sol lindo de se ver.

4 comentários:

Ci disse...

ARRASA!

marcusreis disse...

QUEBRA A BANCA GURIA!

Nêga, Preta ou Pree disse...

Xá cumigoooooooo!!!
beijos nos dois!

Fala garoto, fala garota. disse...

ORGULHOOOOOOOO,
minha repórter!
cada cantinho dessa cidade é no mínimo diferente daqui. aproveita!
te amo, saudades!