terça-feira, maio 15, 2007

Bolachas novas no toca-discos

Dessa vez eu saio da minha arena musical da bossa, soul and jazz e vou partir para misturas mais sintéticas, metalizadas, moderninhas, porque não?! As dicas do momento e que não saem da cabeça são os caras do Kaiser Chiefs e o bacaníssimo Mika.
KAISER CHIEFS


Os ingleses descabeladinhos que, graciosamente, não são emos, do Kaiser Chiefs fazem um som anos 80 com mais peso nas guitarras e com um punch muito mais roqueiro que os amigos da turma oitentinha e apaixonada. A piada que corre entre a molecada inglesa está valendo, a banda Kaiser Chiefs, de Leeds, é mesmo uma das mais sensacionais formações do novo rock britânico nos últimos anos.
Lá no Reino Unido, dizem, se os irmãos encrenqueiros do Oasis (que têm opinião sobre tudo) jogam seu feitiço para cima de um grupo, é sinal de que tal grupo é muito bom. E foi isso que aconteceu, os chatíssimos do Oasis decretaram ódio aos novatos do Kaiser. Os caras estão no segundo disco, que é ótimo, a começar com o delicioso e pegajoso hit Ruby, lá para o meio do álbum encontra-se a minha favorita Everyday I Love you Less and Less, é diversão garantida com aquele sotaque britânico indefectível.
MIKA

Esse é o CARA, é isso que eu digo! Além de estar viciada no som desse guri de 23 anos, me apaixonei pelo layout do site, do cd, dos clips. Libanês nascido em Beirute em 1983, a nova sensação do pop, teve que fugir da guerra civil libanesa. Passou pelo Kuwait e por Paris antes de se estabelecer em Londres, onde, já aos 9 anos, decidiu se dedicar à música.
Mika demorou para entrar no mundo da música. Ele passou 5 anos batendo, sem sucesso, nas portas dos selos fonográficos. Foi a obsessão por personalizar suas melodias que fez com que Mika fosse ignorado pela indústria musical no início de sua carreira.
Seu recém-lançado "Life in cartoon motion" traz uma sucessão de hits com potencial até para a pista de dança. O álbum tem espaço para melodias coloridas e um tanto contagiantes, com direito a falsete e muita purpurina. A semelhança com Freddie Mercury é inevitável, tanto na voz, quanto na frescura musical.
Ou seja, ele costura uma infinidade de referências - com partes de Elton John dos anos 70, George Michael, o próprio líder do Queen e Scissor Sister. O garoto pula de um gênero para outro, electro, balada-rock, soul, exemplo é o hit Grace Kelly que teve mais de 250 mil audições no myspace em 4 meses.
Além de ser bonitinho, mas não ordinário, suas canções são de uma felicidade urgente, com doses de glamour efervescente e necessário na medida da diversão. Meninas, salto alto, lantejoulas e luz negra, rumo ao dancefloor, afinal its showtime!
beijo beijo dançantes!

6 comentários:

Donna Troy disse...

Kaiser Chiefs RULES!!!
Meu mano trouxe todo o som dos caras quando voltou de UK. Óteeemo!

Pree, Wonder Pree disse...

São geniais mesmo!
Adoro!
Amanhã combinada nossa festinha!
Zilhões de ósculos!

Cibele disse...

Mika é uma graaaaça... música de colocar no carro com as gurias todas cantando!!

Uuuuiiiii q saudade!!

Pree, Wonder Pree disse...

TIBELE TIBELE...

TI AMO, IN ITALIANO!!!

BACCIO,
LA BRUNA DI TU VIDA

Anônimo disse...

LOVE LOVE MIKA

Lyne disse...

mika eh tudo de bom !!lindo e canta muito !!quando eu toh pra baixo eu ouço Mika !!funciona como um energético pra mim , eu ateh saio pulando na rua !!