domingo, abril 08, 2007

QUERIA
ter quinze anos e um futuro inútil pela frente.
QUERIA
desmaiar de emoção, morrer de tesão, viver pelo sempre.
Antes que me acusem de relapsa, confesso:
o que mais me dói é existir no ontem, não ter serventia
pra nada que não seja passado, dirigir a vida de costas.
Madame Zora garantiu que o problema é de signo,
o caranguejo, que só anda para os lados, e que sou bem assim,
fico tentando alcançar o futuro, contornando o presente. bobagem dela.
Não sei para onde ir, só isso. um dia, porém, acerto o passo, e encontro o caminho.
O importante é não ter sido inválida.

3 comentários:

Fábio Canatta disse...

Teu blog me inspirou a ter um também... amo escrever ao vento... aliás, teu texto é muito bom. Vou dividir alguns devaneios meus contigo.. topas? Mando por mail... quando não tiveres o que fazer, dá uma espiada. Beijos.

Pree disse...

Adorei tua participação!!
Conto contigo, sempre por aqui!
Manda o teu correndo, agora, jááá!
beijos.

Donna Troy disse...

Mana, sinto que temos muito a conversar sobre isso! Que tal um chopps? E sem essa de andar pra trás ou pro lado, o lance é caminhar pra frente AQUI E AGORA mesmo que você não saiba o dia de amanhã! Beijão