terça-feira, dezembro 13, 2005

Crying in Neverland!

Quem viu deve ter ficado tão sensibilizado como eu ao assistir o filme "Finding Neverland" (Em Busca da Terra do Nunca). Pooutz...o filme é mágico, sensível e tocante. Lágrimas são meros detalhes de nossas emoções que saltam aos olhos. Ok, a quantidade exarcebada de água lacrimal que o filme me proporcionou foi igual a de um fim de relacionamento, com a ressalva de não ter os soluços e o nariz "entupido". Mas isso é outra história...voltemos ao filme...
Finding Neverland, foi magistralmente protagonizado, pelo senão melhor jovem ator americano: Johhny Depp e pela sucessora de Meryl Streep: Cate Winslet. A dupla atuou com uma química perfeita, entende-se a qualquer cena deles apenas pelos olhares e gestos. Já o roteiro, foi muito bem feito, delicado e nada apelativo ao contar a história que deu inspiração a J. M Barrie para escrever "Peter Pan".
O filme é um verdadeiro caso de amor com a magia e a doçura da infância. Sem apelar para bobagens ou palhaçadas. O filme aprofunda o amadurecimento, o encamento e a falta dele.
Para quem gostou do filme, e para aqueles que perpertuam com a alma jovem: assistam!
Pois sábios são aqueles que vêem flores em meio a guerra, que voam alto com fadas, e que não temem piratas nem jacarés, estes - caros amigos - são seres que nunca perderão a graça, a cor e a inocência de ser criança, do riso leve, da sinceridade e principalmente da humanidade.
Vale muito a pena assitir o filme e descongelar alguns corações de gelo que andam por ai.
Um beijo de Wonderland
(porque aqui, ah, aqui a terra é a das Maravilhas!).

2 comentários:

Silvio Pilau disse...

Eu já escrevi sobre o filme, não vou discorrer aqui de novo. Basta dizer que saí com a cara inchada do cinema. Foi o filme que mais me fez chorar.

sx disse...

é lindo mesmo... e a parceria se repete na Fábrica de Chocolate!