sexta-feira, julho 25, 2008

20 dias depois...

E vocês achavam que eu não iria falar, postar, comentar ou fofocar sobre o meu aniversário?! Negativo! Mesmo com um delay imenso eu vou dizer que a cada ano que passa a festa, os convidados e o bolo só melhoram! A idade aumenta, mas é assim que a gente gosta! A foto que ilustra o "about me" foi tirada no final da festa quando a mocinha - já contrariando a nova lei de tolerância zero ao álcool - trocou as velas. Buenas, esse ano foi difícil encontrar um lugar que fizesse reserva para 50 pessoas em pleno sábado. Foi complicado, mesmo nos bares de praxe e onde já fiz grandes festas como o Santíssimo e o Apolinário não reservaram. Fui tentando e me lembrei de um local cheio de charme: o Caminito. Dito e feito. Deu certo. Lounge e pátio só pra mim e a torcida para que todos os santos deixassem a noite linda. Gente de tudo que é canto apareceu. Da TV (núcleo BG em peso), do Correio do Povo, da Band, do SBT, os firmes e fortes da FAMECOS, sogro, sogra, cunhado, Gaúcha, La Playa, enfim... o local ficou cheio e conseguimos ficar mais de seis horas em ritmo de festa. Minha mãe tava com aqueles probleminhas de saúde e não foi e o non sense do meu Claudio se perdeu e não nos achou (na verdade ele não foi para ficar a sós com a minha mãe...essa dupla...amo, amo, amo!!!) Voltando a party...eu só me lembro que bebi várias garrafas de champagne e rasguei a meia (mas a fina sempre tem uma de reserva), dias depois me disseram que quebrei um copo, tropecei e subi na mesa. SUBI NA MESA?! Poutz...pior que tem como provar. É, meio quarto de século só se comemora uma vez. 25 anos de otimismo, alegria e palhaça. Nessas duas décadas e meia (aiiiiiiiiiiiiiiiiii que pavor) já aprendi umas boas e duras lições: já chorei, briguei, me arrependi, amei e desamei, provoquei, ganhei, fui cheia de coragem, e quase nunca tive medo. Nesse aniversário senti o carinho dos amigos, os abraços fortes e apertados e a alegria de compartilhar o dia máximo do meu ano com aqueles que amo. E que é claro - me amam!
Pausa para o versinho de aniversário: (olhem que mimo do mestre Drummond)

Porque meu bem faz aninhos
um raio de sol dourado
entrelaçou mil carinhos
pelo céu, de lado a lado.
Um ramo de beijos ternos
balançava sobre os ninhos
entre miosótis eternos
porque meu bem faz aninhos.

Porque meu bem faz aninhos
o rei, o valete, a sota
mais a fada e os anõezinhos
dançaram samba e gavota.
A nuvem mais cor-de-rosa
enfeitiçou-se de gatinhos
de bigode à Rui Barbosa
porque meu bem faz aninhos.

Porque meu bem faz aninhos
eu ganhei um chocolate
que tinha sete gostinhos
todos do melhor quilate.
Hoje eu brinco, pulo, canto,
assim como os passarinhos,
e mais eu canto me encanto
porque meu bem faz aninhos.


Atenção...não pára por aqui...no capítulo de amanhã (ou da semana que vem - porque estou saindo de folga do mundo virtual) tem mais fotos e detalhes do aniversário. Não percam!!!

3 comentários:

Edu Cesar disse...

Subida na mesa, é? Acho que já temos a eleita para estrelar uma futura versão nacional daquele filme da Kim Basinger, "Encontro às Escuras"... ;)

E se algum dia eu fizer festa de aniversário, querendo champanhe, leve por tua própria conta, Simões Dias. Na minha festa só vai ter suco, refresco, refrigerante e água. E só! E não adiantará fazer bico! :)

Ci disse...

Ai... essa lei seca q não me deixa mais beber com a meirmã!!!

Tava linda e louca... como sempre né, babe?!

Te amum... nunca esquece!

pree disse...

humpf...