segunda-feira, maio 23, 2005

Uma nova Lenda para os ouvidos

Despretensiosamente deparei com um cd que pouco chamou a minha atenção, sim as capas contam muito no quesito "será que vale a pena dar uma ouvidinha?", mesmo em dúvida, decidi apostar as fichas naquele cd, afinal era interessante a contracapa do mesmo, ilustrada com um menino tocando piano*

*NOTA SOBRE O PIANO: O piano, instrumento que eu adoro e gostaria muito de saber tocar, me fascina desde a infância. Quando pedi ao meu pai um piano de madeira e cheio de frescuras, obviamente a resposta foi negativa, mas ganhei um piano, sim, só que para crianças e da Hering (para os leigos é uma marca que fabricava instrumentos infantis: gaitinhas, flautas-doces e pianos), todo preto com as teclas coloridas, aprendi a tocar duas músicas: Noite Feliz e Carruagens de Fogo, como fui muito infeliz nas minhas audições tive a impressão de que aquela não era a minha praia.

Recapitulando, após ter visto o piano decidi arriscar e adquiri o cd para escutar. Que agradável surpresa, uma boa novidade da indústria fonográfica que não corrompe e nem maltrata os ouvidos. Definitivamente o cidadão chamado de JOHN LEGEND é muito bom.
Legend faz seu debut na música em um cd intocável, simples e muito bem arranjado. Produzido pelo mestre do rap, Kanye West, o cd ganha pela leveza e pelo piano envolvente e quase imperceptível de suas canções. Cantor, músico, letrista, arranjador e produtor o Sr. Legend conta com um repertório amável e melódico. Influenciado desde sua infância pela família musical que se apresentava na Igreja, Legend - não muito diferente de grandes cantores e cantoras -iniciou sua carreira dentro da igreja com a música gospel, mas logo descobriu uma vertente para o R&B e soul, com uma inclinação ao universo do hip hop.

Conhecido como um notável pianista, Legend já trabalhou com Lauren Hill, Jay-Z, Alicia Keys e Janet Jackson. Mas foi Kanye West quem pôs o cara no mapa da música e deu "aquele" empurrãozinho na carreira dele. Em seu álbum de estréia GET LIFTED, lançando no início de 2005 e gravado no verão de 2004, Legend abre o prelude afirmando: Come on and go with me , There's something new for you to see, depois disso pensei..."Pô o cara deve estar sabendo o que faz né?"... dito e feito, com uma levada ritmada a lá Marvin Gaye e Stevie Wonder, Legend se afirma um artista espetacular, cantando ao lado de Kanye West na faixa Number One e deixando Snoop Dog mais entrosado na faixa I Can Change, Legend sentimentaliza as músicas e mostra na faixa 8, denominada de Ordinary People (minha favorita e com certeza uma grande música), que é um dos melhores músicos que a indústria poderia ter lançado nos últimos tempos.

R&B e soul em estado bruto, nada da marginalidade de "artistas" que se intitulam músicos pelo simples fato de venderem milhões e usarem cifrões de diamantes no peito acobertado por um colete à prova de balas. Graças a visão de ouro de Kanye West, a mediocridade da música e também do rap (por que não?) – estará com os dias contados, pois uma verdadeira lenda vem por ai.

6 comentários:

Pilau disse...

Hering não é uma marca de roupas? Lembro que tinha umas cuecas da Hering.

Depois quero que tu me ensine a fazer o layout de uma página dessas. Já tentei abrir um blog, mas é muito feio.

Beijos

leco disse...

kayne west , mestre do rap ? tá loca priscilla ? bah ...
chega de tomar coca e trakinas, isso ta fazendo mal pra tua cabeça ...

LECO aka LENDAVIVA disse...

o fato dele ser um bom produtor naum torna ele o "mestre do rap".

pree disse...

Seguinte, PRA MIM, veja bem , e tu não é obrigado a concordar com tudo o que eu penso, mas PRA MIM ele é o melhor produtor da nova safra ok?! E estamos falados!

H. disse...

Olá, querida S.
Não sabia que você tinha um blog tão bacana. Gostei muito. Mesmo. Legal a referência à Mulher Maravilha. Uma das fotos parece a que vi na capa de agenda temática de excelente gosto. Sinceramente, H.

S. disse...

H,

A agenda continua deslumbrante, assim como a Mulher Maravilha...
E muito obrigada pela visita!